quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Diferenciais do cinema oriental

Olá, pessoinhas amadas! Antes de qualquer coisa, gostaria de me desculpar pela ausência aqui do blog. Na semana retrasada eu viajei para o Rio de Janeiro, e, tristemente, não pude preparar o especial de Halloween que eu havia prometido por não ter contato com a internet nesse meio tempo, e na passada tive de estudar MUITO para o ENEM. Falando nisso, quem aí fez a prova? O que acharam? Vocês concordam com as novas regras, como, por exemplo, a proibição do uso do lápis? Conta pra mim! Maaaaaaaas voltando ao assunto principal, eu realmente lamento muito. Fiquei super triste por não poder preparar o especial, o halloween é uma das, senão a maior, datas comemorativas que eu mais gosto. Mas tudo bem, não vamos ficar tristes, né? Temos o ano que vem, e vamos arrasar! Comentando um pouquinho sobre o layout novo, devo dizer que eu gostei muito. Novembro é o mês onde começa o inverno no Japão, então eu achei que seria uma boa expressar o começo dessa estação com um layout bem característico! Na semana que vem, domingo, para ser mais específica, teremos a estréia de mais um colunista! Isso mesmo, gente. Ele vai ser conhecido aqui no blog como Chon e escreverá uma coluna sobre culinária, para deixá-los com água na boca! Tratem-no muito bem, certo? Como mudamos de endereço, passamos esses primeiros dias sem um button, então eu gostaria de pedir aos parceiros que coloquem em seus sites o nosso novo button! Iremos recolocar o de vocês até o fim da semana. E para finalizar essa parte, gostaria de agradecer os comentários. Não são muitos, mas tenho certeza de que são sinceros, então... arigatō gozaimashita, minna-san!

Para não perder o foco, vamos dar continuidade a mais uma edição do Made in! Pensei durante um bom tempo sobre o que poderia ser o tema de hoje, e foi quando estava relembrando alguns dos filmes japoneses que assisti, em especial o "Memórias de uma Gueixa", que percebi uma certa diferença entre o nosso país e o deles na questão "comportamento". Lendo uma nota crítica sobre o filme "Memórias de uma Gueixa" (citei muito essa crítica na postagem que fiz sobre o filme), eu percebi que os japoneses, e não só eles, a maioria dos países orientais, zelam muito pela cultura e pela mitologia. Se há algo em um filme que difame ou minta sobre qualquer ponto da história ou costumes do país, logo surge um empasse. Isso aconteceu na produção de "Memórias de uma Gueixa", dirigida por Rob Marshall, quando causou muito problemas diplomáticos com a China por colocar três de suas atrizes, ao invés de usar mão-de-obra nativa, para interpretarem "prostitutas japonesas", como errôneamente os chineses se referem às Gueixas. A China até chegou a quase proibir a exibição do filme no país, mas acabou cedendo. Os orientais tem esse costume de preservar tudo ao que se refere à sua cultura, e não gostam nem um pouco quando isso é desrespeitado e algum autor ou produtor estrangeiro aparece e quer mostrar coisas que não existem ou não acontecem. Além disso, também na crítica de "Memórias de uma Gueixa", Mineko Iwasaki, ex-gueixa de onde Rob Marshall tirou inspiração para o filme, afirma que alguns pontos, por mais que fossem verdadeiros, não deveriam ser exibidos no longa para não passar uma idéia errada sobre o que realmente era a vida das Gueixas, e acabou por lançar um livro - Entitulado "Geisha of Gion - The Memoir of Mineko Iwasaki" - onde ela narra como as coisas se sucederam de verdade. Os orientais também não curtem nem um pouco a idéia errônea que os ocidentais têm das gueixas, a mesma que os chineses, e a maneira como ela foi retratada pelo diretor. Os críticos nipônicos dizem que Gueixas não dançavam da maneira como foi mostrada no filme e usavam uma camada grossa de pó branco no rosto, algo que se assemelhava verdadeiramente com uma máscara, e não quase transparente como foi feita pelo diretor. Rob Marshall, em resposta, afirmou que "Seria um absurdo esconder da platéia os belos rostos das atrizes e suas inflexões". E, além dessa, devem haver muitas outras críticas a filmes com temas orientais tanto feitos por ocidentais quanto por qualquer outro povo que não entenda totalmente da cultura do outro lado do mundo. Se não quiser arranjar um baita problemão com os "olhinhos puxados" é melhor prestar bem atenção no que vai dizer deles. Clique aqui para ler a crítica completa.


Rob Marshall, Kaori Momoi, Michelle Yeoh, Ziyi Zhang e Ken Watanabe

Rob Marshall e Ziyi Zhang nas filmagens de "Memórias de uma Gueixa"


Agora quero saber a opinião de vocês... Pensam da mesma maneira que eu? O que mais repararam nos filmes japoneses com relação a comportamento? Conta pra gente!

Bom, galerinha, o Made in vai ficando por aqui. Espero que estejam curtindo e acompanhando o nosso blog, e se estiver, obrigada desde já! Quem está chegando agora, sinta-se à vontade para explorar todas as áreas do site e enviar-nos um e-mail com críticas e sugestões, a participação do leitor é super importante pra gente!

Kiss!

3 comentários:

Izumi disse...

Odiei. Pq? Você escreve mal e sem fundamentos concretos.

Nanami disse...

É uma opinião. Obrigada por comentar. <3

- Sylar. disse...

eu gostei.