domingo, 21 de novembro de 2010

Palitos, para uns, é tradição

Boa noite a todos! Sou incrivelmente novato nisso, não entendo nada de HTML e tenho o profundo pressentimento que estou fazendo besteira aqui, mas enfim. Meu nome é Júnior, mas podem me chamar de Chon ou Sylar, tanto faz, tenho 20 anos e moro em Brasília. Pois é, pessoal, fui contratado aqui pela nossa amiga Nana, infelizmente o contrato não é nada agrádavel e o cachê é pior ainda, o que me faz pensar que estou fazendo isso de coração.

Hoje eu vim aqui especialmente para falar do senhor Hashi. Para quem não conhece ou não sabe do que diabos eu estou falando, o senhor Hashi é aquele cidadão que a maioria dos brasileiros chama de "pauzinho de comer sushi". Ironicamente, eu também o chamava assim. Para falar do senhor Hashi, vamos ser tão educados e tão antigos quanto ele e voltar na data aproximada de sua geração. O hashi foi criado por volta do século três, e, a princípio, era curiosamente usado meio curvado, como uma espécie de pinça. Não achei nada a respeito, mas tenho minhas curiosidades para saber como funcionava. Os principais materiais para se fazer um era madeiras finas como marfin, ou qualquer outro tipo de madeira que fosse liso ou simplesmente fácil de se cortar, e principalmente o bambu. Os nobres utilizavam hashis de ouro, prata ou bronze. Também existe o "Waribashi", que eventualmente é descartavél e é o mais utilizado hoje em dia. Hoje também vivemos em um dilema, pois antigamente o Waribashi servia para evitar os maus espiritos. Por esse motivo, ao invés de ser usado várias vezes, era usado e jogado fora. Atualmente, é um dos maiores alvos das companias governamentais ou não governamentais de proteção à natureza, por que realmente muita árvore vai ao chão para construir nossos hashizinhos tão amados.



Como todo senhor antigo, o hashi não é exceção e também possui as suas regras, por incrível que pareça. Comer com o hashi é uma arte, meus amigos!

  1. Nunca fique espetando o alimento com o hashi, é feio.
  2. É preferível pegar o alimento pelas laterais do que por cima.
  3. Não espete o hashi na comida. É considerado uma gafe (shinda toki).
  4. É falta de educação escolher comida e apontar pessoas e objetos com o hashi.


E aí, gostaram? Esse é um post inicial e bem novato, eu não peguei as manhas de HTML ainda, por isso não vou pôr nenhuma imagem ou nada bonitinho. Agradeço àqueles que quiserem me dar umas dicas. Críticas nos comentários ou por e-mail (hi.hou@live.com), eu ficarei feliz em respondê-lo!

6 comentários:

- Sylar. disse...

* Esperando o Owned. *

Ryume disse...

Você é um ser brisado, mas eu te amo, que droga. Nem foi um Owned. <3

Gueh disse...

Bem Vindo.
O post ficou otimo..
Fiquei com vontade de comer yakisoba ... (quem perguntou)
kkkk

Nanami disse...

Seja bem-vindo! Adorei o post, e fiquei com vontade também, Gue. q UHSAUSAUHSUHSU!

Beijinho. :*

Belle disse...

Bem-vindo ^^ eu n sabia que tinha uma lista de boas maneiras de como se usar um hashi XDDD

- Sylar. disse...

Pior que tem umas vinte maneiras diferentes de etiqueta, eu só coloquei as principais mesmo! '-'